Em reunião com a prefeita municipal o presidente do sindicato reiterou o direito dos servidores com férias a vencer em julho de 2017 sejam concedidas normalmente sem prorrogação

O Sindicato dos Servidores Públicos reuniu-se mais uma vez nesta quarta-feira (14/06) com a prefeita municipal no intuito de resolver impasse sobre as férias dos servidores da educação da cota dos chamados 40% do Fundeb. O sindicato recebeu informações dos servidores que em algumas escolas da rede municipal estavam informando que seria concedida férias apenas para parte dos servidores e no caso, teriam que fazer sorteios para determinar quem tiraria férias em julho/2017 ou janeiro/2018.

Diante do que determina o Estatuto dos Servidores Públicos, Lei Municipal Nº 353/2009 o servidor fará jus a 30 (trinta) dias consecutivos de férias a cada 12 (doze) meses de exercício, não podendo levar em consideração qualquer falta ao serviço. Mesmo o próprio estatuto permitindo o acúmulo de até 02 (dois) períodos, para o presidente Joerly Vítor isso se dá em casos extremos de necessidades do serviço e isto não é regra, é exceção.  O Sindicato defende que quem gozou de suas férias em julho de 2016, tenham o direito concedido novamente em julho de 2017. “Na próxima semana devemos nos reunir novamente para saber qual será a posição da gestão quanto a esse assunto, manteremos nossa decisão firme”, pontuou o vice-presidente Bernardo.

Na reunião com a prefeita Tirica (PR) o presidente e o vice-presidente Bernardo reiteraram para a chefe do poder executivo que o Sindicato não concorda com tal medida, se realmente for colocada em prática pela gestão municipal. A prefeita afirmou que isso não é ainda uma determinação e por isso, se faz necessário esse diálogo com o Sindiara. “Os funcionários da educação auxiliares, técnicos e administrativos já estão penalizados com as férias não pagas de 2016 e ainda alguns terem suas férias de julho de 2017 transferida para janeiro de 2018 não é bom nem oportuno, não vamos permitir essa situação aos nossos servidores”, declarou o presidente Joerly.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *